PALAVRA COM SENTIDO

PALAVRA COM SENTIDO

“…tinham discutido uns com os outros sobre qual deles era o maior…” (cf. Marcos 9, 34)

Hoje, como no tempo de Jesus, vivemos a mentalidade e a ânsia do poder, do domínio, da grandeza, da mediatização a todo o custo. O que importa é aparecer, dar nas vistas, ser reconhecido, ocupar páginas nos jornais, ser referido nos telejornais da ‘hora nobre’. Os cristãos, muitas vezes, deixam-se dominar por estes apetites, sentimentos que têm a marca da mundanidade. Mas, o apelo de Cristo é bem diferente: a grandeza, a projecção, a importância advêm do amor aos outros; do serviço, simples e humilde, aos mais necessitados; do repartir a vida em gestos de caridade; do semear a concórdia e a serenidade nos ambientes, algumas vezes, hostis à fé; do acolher, com esperança e alegria, o misterioso desígnio de Deus para cada um; do saber encontrar no Evangelho a fonte da felicidade e da vida verdadeira. Aos olhos de Deus, quem quiser ser grande, faça-se servidor; quem quiser ser o primeiro faça-se o último. Seremos os ‘maiores’ no amor, na santidade, no perdão, na busca do bem comum, na construção da fraternidade.

sábado, 14 de abril de 2018

EM DESTAQUE



- DOM MANUEL DA SILVA RODRIGUES LINDA,
  BISPO DO PORTO



Hoje, Sábado, dia 14 de Abril de 2018, pelas 10.00h, o Senhor D. Manuel Linda, tomou posse, como Bispo do Porto, perante o Conselho de Consultores, no Paço Episcopal.
Amanhã, Domingo, dia 15 de Abril, fará a entrada solene, na celebração eucarística, marcada para as 16,00h, na Sé Catedral do Porto.
D. Manuel Linda foi nomeado, pelo Papa Francisco, em 15 de Março de 2018.
Nasceu em Paus, concelho de Resende, Diocese de Lamego, no dia 15 de Abril de 1956. Frequentou o Seminário Menor de Resende, o Seminário Maior de Lamego e o Instituto de Ciências Humanas e Teológicas do Porto, onde terminou o curso superior de Teologia, em 1980. Foi ordenado presbítero a 10 de Junho de 1981.
Foi nomeado bispo-auxiliar de Braga, em 27 de Junho de 2009, pelo Papa Bento XVI, tendo recebido a ordenação episcopal, no dia 20 de Setembro de 2009.
Em 10 de Outubro de 2013, foi nomeado bispo da Diocese das Forças Armadas e de Segurança, tomando posse em 24 de Janeiro de 2014.
Ao novo Bispo do Porto, desejamos paz e alegria, no ministério que lhe foi confiado pela Igreja.


- DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES


A Igreja celebra, de 15 a 22 de Abril, a Semana de Oração pelas Vocações que, neste ano de 2018, tem como tema «Escutar, discernir, viver a chamada do Senhor»
Apresentamos alguns excertos da Mensagem do Papa Francisco:
“… A chamada do Senhor – fique claro desde já – não possui a evidência própria de uma das muitas coisas que podemos ouvir, ver ou tocar na nossa experiência diária. Deus vem de forma silenciosa e discreta, sem Se impor à nossa liberdade. Assim pode acontecer que a sua voz fique sufocada pelas muitas inquietações e solicitações que ocupam a nossa mente e o nosso coração.
Por isso, é preciso preparar-se para uma escuta profunda da sua Palavra e da vida, prestar atenção aos próprios detalhes do nosso dia-a-dia, aprender a ler os acontecimentos com os olhos da fé e manter-se aberto às surpresas do Espírito.
Não poderemos descobrir a chamada especial e pessoal que Deus pensou para nós, se ficarmos fechados em nós mesmos, nos nossos hábitos e na apatia de quem desperdiça a sua vida no círculo restrito do próprio eu, perdendo a oportunidade de sonhar em grande e tornar-se protagonista daquela história única e original que Deus quer escrever connosco. (…/…) Cada um de nós só pode descobrir a sua própria vocação através do discernimento espiritual, um «processo pelo qual a pessoa, em diálogo com o Senhor e na escuta da voz do Espírito, chega a fazer as opções fundamentais, a começar pela do seu estado da vida» (Sínodo dos Bispos – XV Assembleia Geral Ordinária, Os jovens, a fé e o discernimento vocacional, II. 2).
Em particular, descobrimos que a vocação cristã tem sempre uma dimensão profética. Como nos atesta a Escritura, os profetas são enviados ao povo, em situações de grande precariedade material e de crise espiritual e moral, para lhe comunicar em nome de Deus palavras de conversão, esperança e consolação. Como um vento que levanta o pó, o profeta perturba a falsa tranquilidade da consciência que esqueceu a Palavra do Senhor, discerne os acontecimentos à luz da promessa de Deus e ajuda o povo a vislumbrar, nas trevas da história, os sinais duma aurora.
Também hoje temos grande necessidade do discernimento e da profecia, de superar as tentações da ideologia e do fatalismo e de descobrir, no relacionamento com o Senhor, os lugares, instrumentos e situações através dos quais Ele nos chama. Todo o cristão deveria poder desenvolver a capacidade de «ler por dentro» a vida e individuar onde e para quê o está a chamar o Senhor a fim de ser continuador da sua missão…
A alegria do Evangelho, que nos abre ao encontro com Deus e os irmãos, não pode esperar pelas nossas lentidões e preguiças; não nos toca, se ficarmos debruçados à janela, com a desculpa de continuar à espera dum tempo favorável; nem se cumpre para nós, se hoje mesmo não abraçarmos o risco duma escolha. A vocação é hoje! A missão cristã é para o momento presente! E cada um de nós é chamado – à vida laical no matrimónio, à vida sacerdotal no ministério ordenado, ou à vida de especial consagração – para se tornar testemunha do Senhor, aqui e agora…
O Senhor continua hoje a chamar para O seguir. Não temos de esperar que sejamos perfeitos para dar como resposta o nosso generoso «eis-me aqui», nem assustar-nos com as nossas limitações e pecados, mas acolher a voz do Senhor com coração aberto. Escutá-la, discernir a nossa missão pessoal na Igreja e no mundo e, finalmente, vivê-la no «hoje» que Deus nos concede.
Maria Santíssima, a jovem menina de periferia que escutou, acolheu e viveu a Palavra de Deus feita carne, nos guarde e sempre acompanhe no nosso caminho.”


- VIAGEM AOS LAGOS DO NORTE DE ITÁLIA


A Paróquia de Santa Maria da Feira, com o apoio logístico da Club-Tour, agência de viagens, realiza o seu passeio anual, aos Lagos do Norte de Itália, de 4 a 10 de Setembro de 2018. É uma oportunidade de convívio e de partilha, entre paroquianos e amigos. Em cada viagem, abrimo-nos a novas realidades; conhecemos outras culturas e outras vivências; admiramos as belezas naturais e construídas das diversas regiões visitadas; crescemos no saber e na solidariedade entre os diversos povos.
Se gosta de viajar, porque não fazê-lo connosco?
Para qualquer informação, contactar a Paróquia da Feira. (nº tel. 256372328 ou 962650491)